90.º aniversário da Seara Nova Comemorações registaram elevada adesão

Nº 1722 - Inverno 2012
Publicado em 90 anos Seara Nova por: O Conselho Redactorial (autor)

Sessão inaugural da Exposição no Museu do Abade de Baçal, em Braga
Ao longo de 2012, a Seara Nova assinalou o seu 90.º aniversário. Um conjunto de iniciativas, desenvolvido e preparado por um grupo de trabalho criado para o efeito, foi promovido um pouco por todo o País com um denominador comum: uma forte adesão de seareiros, leitores e amigos da revista. O significativo número de solicitações para acolher a Exposição "Seara Nova: 90 anos de intervenção cívica e cultural" leva a que, em 2013, a mostra ainda viaje até algumas outras cidades, com destaque para a Cidade Invicta.

No âmbito, das comemorações dos 90 anos da revista foi organizada uma série de Conferências Seara Nova, a primeira das quais realizada no dia 26 de Novembro de 2011 moderada por Ana Goulart e que teve como oradores os professores universitários António Reis e António Ventura e o jornalista e membro do Conselho Redactorial da Seara Nova João Corregedor da Fonseca que reflectiram sobre "O projecto Seara Nova". Gentilmente acolhida pela Casa da Imprensa, a iniciativa "inaugural" das comemorações registou uma larga e participativa plateia.

Simultaneamente, foram feitos convites a 24 personalidades que têm mantido relações com a revista, na actualidade ou ao longo do seu extenso percurso, para integrarem a Comissão de Honra do 90.º aniversário. Ao Eng.º Aquilino Ribeiro Machado, Dr. António Arnaut, Prof. António Avelãs Nunes, Prof. António Borges Coelho, Dr. António Costa, Prof. António Reis, Engº. Aquilino Ribeiro Machado, Drª. Catarina Vaz Pinto, Prof.ª Dulce Rebelo, Prof. Eduardo Lourenço, Prof. Fernando Correia, Dr. Francisco Melo, Prof. João Caraça, Prof. José Augusto França, Prof. José Barata Moura, Pintor Júlio Pomar, Pintora Maria Keil, Prof. Manuel Carvalho da Silva, Dr. Mário Soares, Prof. Óscar Lopes, General Pedro Pezarat Correia, Prof. Pedro Saavedra, Drª. Pilar del Rio, Dr. Rui Vilar e Prof. Urbano Tavares Rodrigues a Seara Nova endereça o seu profundo apreço e gratidão pela aceitação unânime do convite.

As comemorações tiveram o patrocínio institucional da Câmara Municipal de Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, Casa Museu Abel Salazar, Fundação Mário Soares e Fundação José Saramago. A Seara Nova sente-se igualmente muito honrada com o apoio destas tão prestigiadas entidades, que têm como traço comum uma muito destacada intervenção no campo cultural.

Os professores universitários António Avelãs Nunes e João Ferreira do Amaral tomaram a seu cargo "Leituras da crise", ou seja, o tema proposto para a segunda Conferência Seara Nova que teve lugar no dia 3 de Março de 2012, no Hotel Roma, sendo moderada por Herberto Goulart, também membro do Conselho Redactorial. Novamente sala cheia para escutar e debater as ideias lançadas pelos dois conferencistas.

Em Junho, no dia 16, a Casa da Imprensa voltou a associar-se à Seara Nova, cedendo de novo o Salão Nobre Artur Portela que se encheu para a terceira Conferência, esta com o título "Comunicação social e poder", moderada por João Corregedor da Fonseca e com intervenções de José Paquete de Oliveira, professor universitário e ex-Provedor do Telespectador da RTP, e Alfredo Maia, jornalista e presidente do Sindicato dos Jornalistas.

A série de Conferências terminou no dia 24 de Novembro. No Auditório da Associação 25 de Abril, repleto de público, e tendo como moderador Levy Baptista, Medeiros Ferreira e Vítor Dias dissertaram sobre " A Democracia em Perigo?".

Por opção do grupo de trabalho para as comemorações do 90.º aniversário e do Conselho Redactorial da Seara Nova, foram convidados como oradores companheiros seareiros, o que resultou do entendimento de que os colaboradores da Seara Nova (cerca de 300 em pouco mais de uma década) são personalidades de reconhecido mérito e competência para assegurarem plenamente os desafios que lhes foram dirigidos. A todos, o Conselho Redactorial manifesta publicamente o seu elevado apreço.

Calcorreando o País

Embora as quatro Conferências integradas no 90.º aniversário da revista tenham decorrido todas em Lisboa (há a perspectiva de dar continuidade à iniciativa e levá-la a outros pontos do País), a Exposição "Seara Nova: 90 anos de intervenção cívica e cultural" esteve patente em diversas cidades de Portugal.

Inaugurada no dia 24 de Março de 2012, no Palácio Galveias em Lisboa, a mostra - composta por 12 painéis e vários documentos, como capas da revista, originais de colaboração, cortes da censura no período fascista, correspondência de antigos seareiros e muitos exemplares dos livros editados pela Seara Nova - sintetiza o percurso da revista ao longo das suas nove décadas de existência. Para o efeito apostou-se na imagem acompanhada de excertos de artigos publicados pela Seara Nova e de uma breve cronologia que situa o visitante no contexto histórico de cada década. O objectivo, crê-se que alcançado, foi o de demonstrar a capacidade da revista de intervir e de interpretar cada momento da história colectiva, nas vertentes política, económica, social e cultural.

Patente até final de Abril, no Palácio Galveias, a Exposição alusiva aos 90 anos da Seara Nova seguiu para o Museu da República e Resistência da Cidade Universitária, Hemeroteca Municipal de Lisboa, Cento Cultural Regional de Santarém - Fórum Actor Mário Viegas (inaugurada com um apontamento musical), Casa-Museu José Régio em Portalegre (onde decorreu uma sessão que teve como oradores o professor catedrático António Ventura, a vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Portalegre Adelaide Marques Teixeira e a jornalista e membro do Conselho Redactorial da Seara Nova Ana Goulart) e Biblioteca Municipal do Seixal (Biblioteca Central).

Até ao final do ano, a Exposição ficará alojada no Museu do Abade de Baçal, em Bragança, a convite da sua direcção e da Direcção Regional de Cultura do Norte. Entre Março e Abril do próximo ano, a mostra estará na Reitoria da Universidade do Porto, estando ainda previstas deslocações a Coimbra e Faro, além da Faculdade de Letras de Lisboa.

Importa ainda fazer referência a outras entidades que, igualmente em torno do aniversário da Seara Nova, promoveram iniciativas como a Biblioteca - Museu República e Resistência que, em Novembro do ano passado, organizou um pequeno ciclo de conferências dedicado aos 90 anos da revista, que teve lugar no Espaço Grandella. No dia 18, o Professor Luís Crespo Andrade, do Centro de História da Cultura da Universidade Nova de Lisboa, dissertou sobre o tema "O projecto político e cultural da Seara Nova" e, no dia 25, o Professor António Reis, do Instituto de História Contemporânea da mesma Universidade, foi o orador da conferência que teve por título "Raul Proença, político e intelectual republicano".

Numa organização conjunta desta Biblioteca-Museu e da Hemeroteca Municipal de Lisboa, decorreu nas instalações da primeira instituição, situadas na Cidade Universitária, um ciclo de conferências intitulado "Das revistas políticas e literárias na I República. Entre outras revistas, foram contempladas a Águia, a Batalha, a Seara Nova, tendo a sessão relativa à Seara Nova tido lugar no dia 22 de Maio de 2012, com a intervenção do Professor António Reis, que destacou o 90.º aniversário da revista e abordou os seus momentos iniciais (1921/26), destacando os dois planos da Seara Nova - revista e grupo político - e os seus esforços pela renovação da República e pela necessidade de atribuir importância às competências e ao papel dos intelectuais, nessa mesma renovação.

Ver todos os textos de O CONSELHO REDACTORIAL